DNA revela que mulher não é filha de Salvador Dalí

Exames de DNA realizados após a exumação do corpo de Salvador Dalí revelaram que a mulher que entrou com um processo de reconhecimento de paternidade não é filha do pintor catalão, anunciou nesta quarta-feira (06/09) a Fundação Gala-Salvador Dalí em comunicado.
A fundação afirmou ainda que os advogados de Maria Pilar Abel, de 61 anos, que dizia ser filha do pintor, já foram avisados sobre os resultados negativos dos testes e destacou estar feliz com o fim da “absurda” ação judicial.

“O resultado não é nenhuma surpresa para a fundação, pois em momento algum havia indícios de veracidade sobre a paternidade”, acrescentou no comunicado e criticou novamente a exumação.

Abel, astróloga nascida em Figueres em 1956, alegava ser fruto de uma relação de Dalí com a mãe dela, que ele teria conhecido em Cadaqués, Girona, quando esta trabalhava como empregada de uma família que passava temporadas naquele povoado.

Para o teste de paternidade, o corpo do pintor foi exumado em meados de julho. Foram extraídas amostras de cabelo, unhas, dentes e ossos.

O corpo do pintor, falecido em 23 de janeiro de 1989, aos 84 anos, está sepultado no Teatro-Museo Dalí, em Figueres, na região de Girona, e foi exumado por decisão do Tribunal Superior de Justiça da Catalunha.

Leave a Comment